“Placa de Igreja não traz salvação!” – Será?!

É comum ouvirmos nossos irmãos evangélicos dizendo que “religião não salva, só Jesus salva” e que “placa de igreja não traz salvação”. Eles defendem que tanto faz a denominação cristã da qual o sujeito faça parte, o importante é crer em Jesus. Sim… Mas que Jesus? Escolha uma das opções evangélicas abaixo:

  • o Jesus que é a favor do aborto, pregado pelo bispo Macedo;
  • o Jesus que promete prosperidade material aos seus fiéis, pregado pelas igrejas pentecostais;
  • o Jesus que acha bonito que seus fiéis se ajoelhem diante de réplicas cafonérrimas da Arca da Aliança (idolatria num é pecado, gente?);
  • o Jesus que admite as práticas homossexuais, pregado pelas igrejas evangélicas LGBT.

    Teologia da Prosperidade: Zizuiz garante muito dimdim no bolso!

    Teologia da Prosperidade: Zizuiz garante muito dimdim no bolso!

Tenho certeza de que milhares de evangélicos ficam de cabelo em pé ao verem tais coisas sendo promovidas por certas denominações evangélicas. Então, é hipocrisia dizer que tanto faz para um cristão participar de uma igreja ou de outra. Ou será que tanto faz para a alma de uma mulher achar que é legítimo ou não matar seu próprio filho no ventre?

A cada semana, em cada esquina, um sujeito se autoconsagra pastô di Zizuiz e inaugura uma nova igreja, com conteúdo similar ao das demais denominações cristãs, mas também com uma série de divergências. As doutrinas ensinadas pelas centenas de denominações cristãs diferentes apresentam entre si diferenças profundas e gravíssimas. Esses ensinamentos influem na formação da consciência religiosa e moral dos fiéis e em suas ações. No fim das contas, fazem sim uma imensa diferença para o destino de suas almas.

O bispo ANGLICANO Gene Robinson e o seu parceiro homossexual

O bispo ANGLICANO Gene Robinson e o seu parceiro homossexual

Portanto, dizer que “placa de igreja não traz salvação” no sentido de que tanto faz a igreja, é um argumento que não se sustenta. Afinal, Jesus Cristo não é uma ideia vaga, que cada um interpreta à sua maneira, mas sim uma Pessoa concreta que veio ao encontro dos homens e mulheres. Seu ensinamento foi único, em Sua palavra não havia ambiguidade ou multiplicidade.

Afora o relativismo leviano que expomos, a máxima “placa de igreja não traz salvação” traz em si um conceito verdadeiro: ainda que a igreja à qual pertençamos seja aquela que realmente contém a plenitude dos meios de salvação – sim, estou falando da Igreja Católica , isso não nos garante o Céu.

O então Cardeal Ratzinger explicou isso muito bem:

“Se é verdade que os adeptos das outras religiões podem receber a graça divina, também é verdade que objetivamente se encontram numa situação gravemente deficitária, se comparada com a daqueles que na Igreja têm a plenitude dos meios de salvação.

Há que lembrar, todavia, ‘a todos os filhos da Igreja que a grandeza da sua condição não é para atribuir aos próprios méritos, mas a uma graça especial de Cristo; se não corresponderem a essa graça, por pensamentos, palavras e obras, em vez de se salvarem, incorrerão num juízo mais severo‘.”

Declaração Dominus Iesus, ano 2000

Vamos comparar a situação dos católicos à dos estudantes de Harvard, considerada uma das melhores universidades do mundo. Na conta da universidade, há nada mais nada menos do que 57 bilhões de reais, cujos rendimentos vultosos são investidos em ensino e pesquisa. De seu quadro de alunos, saíram mais de 40 pesquisadores que receberam o Prêmio Nobel.

Ok… Aí um sujeito despeitado que estudou na faculdade de Cabrobó da Serra do Capim Roxo, vira prum aluno de Harvard e manda o chavão: “Harvard, é? Grande coisa. Não é a universidade que faz o aluno, mas sim o aluno que faz a universidade!”. Aff…

Evidentemente, um estudante que ingressou em Harvard pode ser maluco a ponto de não aproveitar os recursos incompáráveis ali oferecidos, e se tornar um aluno ruim ou medíocre (este seria como um católico negligente). Mas isso não anula o fato de que essa instituição oferece uma das melhores condições do mundo para que os alunos desenvolvam seu pontecial acadêmico e profissional.

Igreja Católica Apostólica Romana - Desde 33 a.C.

Igreja Católica Apostólica Romana – Desde 33 d.C.

É claro, alguns alunos extremamente aplicados e autoditatas da faculdade de Cabrobó da Serra do Capim Roxo podem até se tornar alunos e profissionais de grande relevância, mas, vamos combinar: não tem como comparar a formação que eles receberam com a formação dos alunos de Harvard!

Da mesma forma, a Igreja Católica, edificada sobre Pedro, oferece as “melhores condições” e “recursos” para que os fiéis se santifiquem.

Igreja Católica Apostólica Romana: a única que tem a plenitude dos meios de salvação. Since 33 a.D. (Desde 33 d.C.)

Fonte: Blog “O Catequista” (http://ocatequista.com.br/)
Anúncios

Sobre Alex C. Vasconcelos

Casado, 32 anos, pai de uma princesa, Advogado, Acólito na Paróquia do Divino Espírito Santo em Maceió/AL.
Esse post foi publicado em Formação e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para “Placa de Igreja não traz salvação!” – Será?!

  1. André Luiz disse:

    Parabéns pela excelente página.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s