Os sete pecados capitais

São João revela-nos, na sua 1ª epístola, a existência de três concupiscências como fonte de todos os pecados, especialmente dos sete pecados capitais: “Tudo o que está no mundo é ou concupiscência da carne, ou concupiscência dos olhos, ou orgulho da vida” (I Jo 2,16).

Da concupiscência da carne nascem: a gula, a luxúria e a preguiça.

Da concupiscência dos olhos nasce: a avareza (e também a curiosidade, que não é um pecado capital, mas que pode servir todas as concupiscência).

Do orgulho da vida nascem: o orgulho ou amor da vã glória, a inveja e a cólera.

O quadro seguinte pode-nos esclarecer sobre as consequências para a alma dos sete pecados capitais e encoraja-nos a fazer “jejum do pecado”, que deve necessariamente acompanhar as nossas penitências (oração, jejum, esmola).

I – ORGULHO OU VÃ GLÓRIA

“Paixão que nos leva a sobre-estimar e a procurar de modo exagerado a glória”.

GERA:

– Jactância: Coloca-se a si mesmo à frente e dá-se valor por presunção…
– Afetação das novidades: ou querendo causar admiração e impressionar pelas suas atitudes audaciosas ou rebuscadas (modas, idéias, etc.)
– Hipocrisia: ou ainda, simulando a posse de certas qualidades, para parecer o que na verdade não é.
– Obstinação: Distingue-se dos outros pela teimosia do seu espírito…
– Discórdia: ou pela sua vontade de desacordo, onde os corações deviam estar unidos…
– Contenção: Impõe-se os outros por palavras duras.
– Desobediência: manifesta-se desde a insubmissão à revolta.

II – INVEJA

“Tristeza com o bem de outrem, porque esse bem é entendido como uma diminuição da sua própria excelência pessoal”.

GERA:

– Cochichos: Procurar rebaixar a glória de alguém falando em segredo.
– Maledicência: em seguida, fere-se a sua reputação, dizendo abertamente mal.
– Alegria com o mal de outrem: Se o mal chega a alguém: “É bem feito!”.
– Tristeza pelo seu bem: Inveja-se a pessoa pelos seus bens materiais e espirituais (este último ponto é um pecado contra o Espírito Santo).
– Rancor pelo próximo: Deseja-se mal ao próximo.

III – CÓLERA

“Paixão desregrada que nos leva a vingarmo-nos do que nos ofende”.

GERA:

– Indignação: No coração: irritação ao pensamento de quem nos fez mal…
– Fúria do espírito: Enche-se o espírito de perturbação para encontrar meio de se vingar.
– Clamor: Nas palavras, manifesta-se a cólera levantando a voz.
– Injúria: As palavras tornam-se ultrajes contra o próximo…
– Blasfêmia: Contra Deus, para jurar, clamando vingança.
– Rixa: a querela passa aos atos: violência física.

IV – AVAREZA

“Amor desregrado pelo dinheiro e bens materiais”.

GERA:

– Dureza de coração: Desejo excessivo de conservar o dinheiro; o coração deixa de se abrir às necessidades dos outros.
– Inquietação: Desejo excessivo de obter dinheiro, o que leva a cuidados e preocupações exageradas.
– Violência: Para se apoderar do seu bem, seja abertamente pela força…
– Embuste: Seja de modo disfarçado pela artimanha – por palavras…
– Perjúrio: agravo pelo falso juramento…
– Fraude: Por atos.
– Traição: Violação dos segredos do próximo, com o fim de ganho de dinheiro (Judas).

V – GULA

“Procura desordenada do prazer no beber e no comer”.

GERA:

– Estupidez: A inteligência indisposta pelos vapores que sobe à cabeça e que impedem a reflexão, a oração, etc.
– Alegria vã: A razão perde a sua ascendência sobre a vontade; já não manda, porque “o vinho faz crer que tudo é bem estar e felicidade”.
– Loquacidade: Desordem nas palavras: “a língua agita-se a torto e a direito”.
– Palhaçada: Desordem dos gestos: “tudo é bom para rir”.
– Impureza: Desordem do corpo: a falta de asseio, falta de reserva e todas as espécies de excessos.

VI – PREGUIÇA

“Procura desordenada do repouso e do prazer em nada fazer, negligenciando o seu bem espiritual”.

GERA:

– Desespero: Renuncia ao fim que o faz triste, o bem divino.
– Pusilanimidade: Falta de coragem em relação aos meios de perfeição, que parecem muito penosos.
– Indolência: os mandamentos comuns a todos são uma fonte de tristeza e são negligenciados.
– Rancor: Ressentimento contra aqueles que nos querem conduzir a caminhos mais perfeitos.
– Malícia: Desprezo pelos próprios bens espirituais.
– Desvio para as coisas interditas: Procura de outros bens interditos, para preencher o vazio afetivo.

VII – LUXÚRIA

“Procura desordenada do prazer da carne”.

GERA:

– Cegueira
– Precipitação
– Inconsideração
– Inconstância: As quatro atingem a inteligência:
1) Apreensão: “O amor é cego”.
2) Deliberação: Sem autocontrole, não existe reflexão.
3) Julgamento: Erro, ilusão, decisões inflexíveis.
4) Resolução: Indecisão, tergiversações.
– Egoísmo: Deu as desordens da vontade:
1) Escolha do fim: “Quero o meu prazer, ainda que desordenado…
2) Aversão a Deus
3) Amor da vida presente e horror da vida futura
4) Escolha dos meios: “Nada me interessa mais do que as alegrias da vida presente!”

Segundo São Gregório Magno e São Tomaz de Aquino

Fonte: Almas Devotas (http://almasdevotas.blogspot.com.br/)

Anúncios

Sobre Alex C. Vasconcelos

Casado, 32 anos, pai de uma princesa, Advogado, Acólito na Paróquia do Divino Espírito Santo em Maceió/AL.
Esse post foi publicado em Formação e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s