Um dia negro…

O julgamento da ADPF 54 ainda não acabou… Ainda faltam 2 votos… Mas hoje já está marcado como um dia negro para o Brasil!

Sete ministros já votaram a favor do aborto de anencéfalos no Brasil (Marco Aurélio Mello, Rosa Weber, Joaquim Barbosa, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Ayres Britto e Gilmar Mendes). Apenas o insígne ministro Ricardo Lewandowski se manifestou contrário a tal ato, afirmando que “uma decisão judicial isentando de sanção o aborto de fetos anencéfalos, ao arrepio da legislação existente, além de discutível do ponto de vista científico, abriria as portas para a interrupção de gestações de inúmeros embriões que sofrem ou viriam sofrer outras doenças genéticas ou adquiridas que de algum modo levariam ao encurtamento de sua vida intra ou extra-uterina”.

Os senhores ministros que votaram contra a vida, afirmaram que tal ato não se tratava de um aborto, pois não haveria possibilidade de vida do feto.

Diante de tal afirmação, me pergunto: não há vida naquela criança? O que há, então?!

A ilsutre ministra, Dra. Rosa Weber, afirmou em seu voto que a sociedade poderia estabelecer quais são as “capacidades físicas e psíquicas mínimas que permitam ao indivíduo ser considerado humano”.

Então, se entendi bem, os doutos ministros do STF raciocinaram que o ato de matar, ainda no ventre, aquelas crianças diagnosticadas com anencefalia, não era crime por que elas não estavam vivas, ou não tinham vida em potencial, pois não seriam consideradas seres humanos por não possuírem capacidades físicas e psíquicas mínimas?!

VIDA EM POTENCIAL AINDA É VIDA!!!

Mãe e filho têm vidas independentes, não sendo nunca um direito da mãe matar o próprio filho. Nem os animais, ditos irracionais, fazem isso às suas crias.

Se o STF diz que é lícito matar uma criança pelo fato da mesma possuir uma má-formação, nos diz, implicitamente, que podemos matar qualquer pessoa que se torne para a sociedade um peso. Mudaria, apenas, a idade! Mas aí, baniríamos o amor da sociedade!!!

Que Deus tenha piedade de nós, e guarde junto Dele estas vidas que clamam apenas por carinho, amor e paz!

Anúncios

Sobre Alex C. Vasconcelos

Casado, 32 anos, pai de uma princesa, Advogado, Acólito na Paróquia do Divino Espírito Santo em Maceió/AL.
Esse post foi publicado em Pensamentos e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s