Preparando o banquete…

Todos nós sabemos da importância e significado da Santa Missa. E sabemos, também, das nossas funções no serviço do altar. Mas, será que nos preparamos sempre para a importância, a dignidade e a honraria que recebemos quando servimos na Eucaristia?

Por isto, trago para vocês esta pequena reflexão, adaptada de um texto de formação para o Ministério de Música da Canção Nova, que se adequa muito bem à nós, Acólitos e Ancilas, quando do nosso serviço na Celebração Eucarística.

A Missa é a oração mais perfeita do cristão, pois é nela que nos unimos como povo santo e pecador para, além de pedir a Deus, uns pelos outros, comungamos o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, Nosso Salvador. E preparar (e preparar-se para) o banquete eucarístico leva tempo. Não tem como fazer tudo em cima da hora.

Existem, pois, 3 passos em ordem de importância, do mais para o menos importante, que nos ajudarão nesta preparação:

1º – Rezar
1º – Preparar o altar da Missa
1º – Organização dos objetos litúrgicos

Você pode olhar e dizer: “Nossa! Tem algo errado aí”. Porque todos estão com o número 1, ou seja, em primeiro lugar?! É isso mesmo, todos esses passos são importantes para quem ministra o serviço do altar na Santa Missa. Não dá para desprezar nenhum deles, mas posso assim colocar um traço sobre a preparação da Santa Missa. Esse item se destaca por quê? Porque a Igreja já ditou como será a celebração e nós devemos nos adequar ao que ela [Igreja] nos oferece como direção. Não podemos ficar inventando ritos. Pois, nosso dever de ministros de serviço do altar é SERVIR. Servir a Jesus na pessoa de seu Ministro, o celebrante.

Muitas vezes o altar já está preparado. Os objetos e vasos litúrgicos já estão prontos e dispostos, mas é nosso dever de Acólitos/Ancilas nos assegurarmos de que tudo está nos conformes para a celebração. Estamos ali para servir. Servir ao altar da Eucaristia.

E além de servir, nossa obrigação também é conhecer a Celebração Eucarística (do ponto de vista da Igreja) e prepará-la bem.

A liturgia não precisa ser modificada, mas sim o nosso coração e o amor por ela, nossa dedicação a ela. A liturgia, graças a Deus e à Igreja, não precisa ser modernizada, nós que precisamos abrir o coração ao Senhor para prepararmos muito bem o banquete e sabermos fazer bem o nosso trabalho para abrilhantar a Santa Missa e levar o povo a uma profunda experiência com o Mistério Eucarístico.

Nós Acólitos e Ancilas, temos essa parcela importante, e por ser importante merece nossa atenção. Além do que, nosso serviço, é um grande meio de evangelização, pois as pessoas presentes nos tomam como exemplo de zelo pelo serviço ao Senhor.

Portanto, rezar, preparar e organizar, sempre, mais e mais, nos prepara e prepara o ambiente para o momento mais sublime de nossa fé, a Comunhão com Jesus Eucarístico.

Deus nos abençoe! E até a próxima!

Anúncios

Sobre Alex C. Vasconcelos

Casado, 32 anos, pai de uma princesa, Advogado, Acólito na Paróquia do Divino Espírito Santo em Maceió/AL.
Esse post foi publicado em Curiosidades, Devoção, Formação, Novidades. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s